A Festa do Esporte

A gente sabe o quanto é difícil se viver de esporte no nosso país, ainda que tenhamos tantos talentos circulando por aqui. Mesmo assim, eles conseguiram. Com o foco e a determinação que a maioria de nós nunca conheceu, eles chegaram lá. E ontem, no Rio de Janeiro, alguns deles tiveram seu esforço reconhecido e premiado, no Prêmio Brasil Olímpico, que acontece todo ano para homenagear os melhores atletas do Brasil nas modalidades olímpicas e paraolímpicas.

pbo

Os apresentadores Fenanda Gentil e Otaviano Costa. Foto: http://globoesporte.globo.com/

Gustavo Kuerten, Daiane dos Santos, Hortência Marcari, César Cielo.. São alguns dos nomes que a gente se orgulha de pronunciar e já passaram por esse palco. Nesta última terça-feira 16, foi a vez de 3 novos nomes tomarem a cena: a dupla Martine Grael e Kahena Kunze e o ginasta Arthur Zanetti, que foram eleitos atletas do ano por um júri especializado, organizado pelo Comitê Olímpico Brasileiro.

pbo2

Os atletas do ano. Foto: http://globoesporte.globo.com/

E ainda, eleita pelo voto popular como “Atleta da Torcida”, a promessa (e fofa!) Flávia Saraiva, 15 anos, recebeu o prêmio das mãos da ex-ginasta Lais Souza, também bastante homenageada no evento, após quase 1 ano se recuperando do acidente.

pbo3

Laís Souza e Flávia Saraiva. Foto: http://globoesporte.globo.com/

Não menos importante, o Troféu Adhemar Ferreira da Silva, que pretigia os atletas incentivadores dos bons valores no esporte, ficou nas mãos de Vanderlei Cordeiro de Lima. Um acontecimento bem peculiar o levou a esse prêmio: ele liderava a Maratona dos Jogos de Atenas de 2004 quando, de repente, foi atacado por um fanático religioso irlandês no meio da prova. Só conseguiu voltar à prova com a ajuda de outros espectadores da corrida. Se atrasou, mas seguiu correndo e chegou em terceiro lugar, ainda com muita comemoração. Na época, foi aplaudido de pé no estádio e premiado pelo Comitê Olímpico Internacional com a medalha Pierre de Coubertin pelo espírito olímpico e postura esportiva. Alguém se lembra do episódio? Comoveu muita gente, orgulhou a todos nós.

pbo4pbo5

Outros esportistas foram campeões em suas modalidades, veja a lista divulgada pelo http://www.esporte.uol.com.br:

Sem Título-2

Todos eles lutaram muito para alcançar cada vitória, lutaram contra os próprios limites físicos, contra os empecilhos burocráticos, contra as críticas e, principalmente, contra aquela vozinha interior que todos nós já ouvimos dizer: ‘mas será que eu consigo mesmo?’. Porque o esporte, seja ele qual for, faz nascer um lado guerreiro em todo ser humano, e nos prova algo de valia inestimável: todos somos capazes!

Por isso, PARABÉNS àqueles que se dedicam ao esporte brasileiro, que levantam nossa bandeira depois de uma competição suada e sofrida, e se mantêm de cabeça erguida e sorriso no rosto qualquer que seja o resultado, vocês são HERÓIS.

Beijo especial, cheio de alegria!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s