Mês: julho 2015

Proteína nossa de cada dia

Muita gente ainda tem dúvidas quanto a necessidade, horários e forma de consumir proteína, e até alguns preconceitos com o uso do Whey Protein. Falei com a nutricionista Aline Honor (@alinehonor) para esclarecer algumas coisinhas por aqui, principalmente quanto à alimentação pré e pós treino, importantíssimas no nosso desenvolvimento muscular.  Confere aí:

Durante a prática esportiva, a demanda energética vem principalmente de carboidratos, independentemente da modalidade, seja endurance (corrida, ciclismo, spining, natação) ou treinamento de força. Os carboidratos são armazenados em forma de glicogênio muscular e hepático e a falta deles leva o indivíduo à fadiga, que está associada a baixos estoques e exaustão de glicogênio, hipoglicemia e desidratação, e pode ocorrer em exercícios físicos prolongados e de alta intensidadeEntre 1:30h a 2:00h antes do treino  o consumo de carboidratos de baixo índice glicêmico (absorção lenta no organismo) garantirão energia durante todo o treinamento, além de uma proteína que vai fornecer os aminoácidos necessários. Como a whey é uma proteína completa e de rápida absorção, ela pode ser um suplemento ideal para adicionar ao seu shake pré-treino. Afinal você precisa ter uma boa quantidade de aminoácidos circulando pelo seu corpo durante o treino e é uma proteína de rápida digestão e absorção.
viiit
Após o treino, a proteína também será bem vinda, pois é o momento em que o corpo inicia a recuperação muscular, reparação tecidual e crescimento muscular. No entanto, esse período dura horas após a sessão de treino e o saldo de ingestão proteica diário é que vai realmente importar. Ao pensar em Whey Protein, muitas pessoas automaticamente imaginam o shake pós-treino, mas o whey é uma fonte de proteína como qualquer outra, e você não é obrigado a tomar somente no pós-treino. Inclusive, o próprio shake pós-treino está longe de ser algo obrigatório, sendo apenas mais uma forma de se alimentar neste momento. O que vai fazer diferença é o tipo de proteína ingerida – elas diferem na sua velocidade de absorção (leite, ovos, frango, whey protein, caseína) -, as quais serão escolhidas de acordo com os objetivos e disponibilidade de cada indivíduo. A alimentação de qualidade com carboidratos e proteínas deve ser mantida nas próximas refeições para manter essa atividade anabólica e a ressíntese de glicogênio, a nossa reserva energética.

Dito isso, seguem algumas sugestões de alimentação anterior e posterior ao treino, que fazem parte da minha dieta e eu simplesmente adoro.
1. Pré-treino preferido: 1 banana + 200ml de água + 1 scoop de whey
Dica: Use a banana congelada, a consistência vai ficar super cremosa e, se o seu whey tiver um saber bom, vai ficar realmente um milk shake delicioso!
Pós-treino: Crepioca (1 ovo + 1 clara + 1 cs goma de tapioca) + queijo branco e chá verde

vittt2. Pré-treino: 1 banana amassada + 2 cs aveia
Dica: Acrescente uma pitada de canela para acelerar o metabolismo e deixar o prato mais gostoso.
Pós-treino: 1 banana + 200ml de água + 1 scoop de whey e 2 cs de cuscuz + 1 ovo
 vit 2
No entanto, as dicas são apenas exemplos que se encaixaram na minha rotina (treino pela manhã cedo!), no meu corpo e no meu paladar. Por isso, a nutri vem lembrar: “É importante salientar que cada indivíduo tem seu objetivo, seja ele hipertrofia, desempenho ou emagrecimento, sendo assim, as estratégias nutricionais variam. Procure sempre um profissional da Nutrição para ajustar seu plano alimentar e deixá-lo ideal para seu objetivo e sua rotina!
Precisa dizer mais algumas coisa? 🙂 Agora é seguir a dieta e ser feliz!
Beijo!

Hiking no Havaí: Kuliouou Ridge Trail

Estava devendo esse post há meses! Mencionei a Kuliouou Trail no post sobre a Koko Crater Stairs, mas ainda não tinha compartilhado os detalhes sobre ela por aqui. Um erro quase imperdoável, já que foi uma das trilhas mais bonitas que já fiz, de fácil acesso e rendeu boas fotos. O apaixonante nesse hiking é a sua variedade de vegetações e ambientes, que te leva da floresta de pinheiros à mata úmida sem deixar a beleza de lado em nenhum trechinho sequer.

Photo 24-03-15 19 13 39

Se tiver chovido nos últimos dias, o início pode ser meio escorregadio, por causa da lama que se forma entre as raízes, mas nada que cause quedas ou acidentes, um pouco mais de atenção e você seguirá tranquilo – até porque a inclinação é mínima, resultante de uma subida em zigue-zague que corta a floresta em maior parte do percurso. Na verdade, a facilidade é tão grande que chega uma hora em que a caminhada torna-se enfadonha e começam a surgir pequenos atalhos de um nível para outro do zigue-zague. Sempre que achávamos um, dávamos uma analisada entre seu nível de dificuldade e o número de passos que economizaríamos.. e escolhíamos o atalho! Não era nada demais, mal chegava a 3m de altura e já estava pré-moldado por pés de outros apressadinhos. 🙂

DCIM112GOPRO

DCIM112GOPRO

Viu como a vegetação aqui é diferente da foto anterior??

Localizada na área de Hawaii Kai (Oahu, Hawaii), a Kuliouou começa no fim da Kalaau Road; seguindo pela parte asfaltada, chega-se ao Valley, uma depressão entre as montanhas também bastante visitada, já o caminho do lado direito – não pavimentado – da rua te leva ao topo das montanhas, nosso destino final. É uma trilha bem definida, muito dificilmente você ficará perdido no meio do nada, mas em caso de dúvidas, basta conferir alguns passos à frente e o caminho se tornará nítido novamente.

E então, quando você já está acostumado com a facilidade, começam a aparecer algumas subidas mais íngremes e, em seguida uma super escada interminável até o topo. Os degraus são apenas algumas tábuas entre terra, lama e raízes, onde a mata já é bem aberta e o protetor solar começa a se mostrar indispensável – e é nessa parte que o cansaço vem dar um “oi”. Felizmente, junto com o suor, vem o brilho nos olhos: entre as curvas da escada, nas quais você se depara inesperadamente com mais um lance enorme de degraus, aparece um vislumbre estonteante da paisagem que te espera lá em cima, e você não vê a hora de chegar!

DCIM112GOPRO

Photo 24-03-15 18 18 46

DCIM112GOPRO

DCIM112GOPRO

Sem pressa, o hiking todo dura em torno de 4h. Num passo mais apertado, dá pra cansar na subida e chegar rapidinho na volta. São mais ou menos 8km de todo tipo de mata, folhas, aromas e paisagens, e as mudanças são tão nítidas que, para preservá-las, existe uma espécie de “tapete” para limpar o calçado entre um ecossistema e outro, evitando levar consigo sementes do anterior para o seguinte!

Ver o ambiente mudar tão radicalmente em poucos passos é um estímulo brilhante para o cérebro, um carinho para vista, e mais legal que chegar lá em cima é curtir cada pedacinho dessa trilha. Mas, claro, a vista do topo também paga qualquer esforço. Eu, particularmente, tenho muito amor por lugares altos. Ver o mundo lá de cima, além de ser lindo, te dá um pouco de consciência sobre sua própria pequenez, te impulsiona o desejo de conhecer cada vez mais daquela imensidão e traz um sentimento de paz e gratidão pela vida inestimáveis.

Photo 24-03-15 17 44 49

DCIM112GOPRO

O “tapetinho”

DCIM112GOPRO

Como aventureiros prevenidos que somos kkkk, levamos conosco bastante água e um lanchinho, essencial para renovar as energias e descer a trilha toda em pouco mais de 1h! A verdade é que paramos MUITO durante a subida para tirar 1001 fotos, então na volta estávamos cansados e tudo que queríamos era voltar à civilização (banho, comida e cama, não necessariamente nesta ordem!). Mas ao fim, só ficou o sentimento de que valeu a pena, e valeu DEMAIS. Quem for a Oahu, não deixe de conferir. Também não deixe de conhecer o site unrealhawaii.com, guia de muitas aventuras nas duas viagens que fiz ao Hawaii e dono de fotos belíssimas!

Photo 24-03-15 18 41 22

DCIM112GOPRO

Ops!

DCIM112GOPRO

No mais, divirtam-se! Natureza e esporte são a combinação perfeita pra isso.

Photo 24-03-15 19 23 43

Beijos!

Pra se inspirar: Denise Cordesque

A Denise é realmente uma das minhas maiores inspirações. Personal trainer e dona de um corpão de dar inveja em qualquer uma, ela compartilha diariamente no insta (@denisecordesque) exercícios funcionais e outras atividades que pratica, estimulando todo mundo a literalmente correr atrás da vida saudável – sem falar nos looks liiindos que ainda vão render um “Style to watch”. Por isso fiquei tão feliz quando ela topou responder umas perguntinhas aqui pro blog. Confere só:

Photo 18-06-15 18 49 29

1. Você é personal trainer, certo? Como e por que escolheu essa profissão? Se sente realizada nela? 

“Desde pequenininha queria ser professora, sempre gostei muito de ensinar, meus pais fizeram eu me inscrever em inúmeras faculdades pra jornalismo, marketing, ADM…mas não adiantava, eu queria poder cuidar do corpo das pessoas buscando a saúde e prevenindo…entrei com esse pensamento…não queria consertar nada e sim prevenir ….a educação física trabalha acima de tudo o “pré” e hj em dia realmente amo…amo cada dia mais minha profissão. Me sinto realizada pq é tudo q sempre quis…me formei em licenciatura plena, ou seja, tbm posso dar aulas em escolas e tal…já trabalhei assim e como professora mas acadêmicas em aulas fitness e spinning ou musculação…mas não adianta….o que gosto mesmo é de ensinar cada um com sua individualidade e suas dificuldades ou facilidades e objetivos…falei muito né? Mas amo minha profissão…sou feliz pq tenho uma porta aberta pra ensinar as pessoas a buscarem saúde e qualidade de vida através da atividade física.”

Photo 18-06-15 18 48 16

2. Você sempre teve um estilo de vida saudável ou algo te fez mudar? 
“Não não…nadava desde pequena e fazia dança…Qdo entrei na faculdade comecei a correr e qdo me formei tive mais tempo pra treinar mais…antes com os estudos e os estágios era muito difícil…e sempre fui um pouco “CDf” não gostava de estudar pra memorizar, queria aprender e era daquelas de dormir em cima dos livros…mas não me arrependo. Agora comecei a mudar meu estilo de vida e meus hábitos na faculdade…me formei em 2007 …foram 4 anos de curso e nesse período aprendi muito, principalmente na área de fisiologia, nutrição e foi aí q comecei a mudar…”
Photo 18-06-15 18 47 49
3. Como adepta ao treino funcional, qual sua opinião sobre ele e a musculação tradicional?
“Um complementa o outro…vc precisa da musculação…os exercícios resistidos são aliados no TREINAMENTO de força e resistência…e o funcional trabalha a força, resistência e outras habilidades sob perspectivas diferentes…o funcional sozinho não é ninguém assim como, na minha opinião, a musculação não deve ser a única prática física de um indivíduo.”
Photo 18-06-15 18 49 37
4. Quais esportes pratica e qual seu queridinho? 
“Meu queridinho? O tri…sem dúvida…gosto dessa loucura…igual gincana de colegio…sai da água sobe na bike…chega…coloca tênis e sai correr e o estilo de treino…coração na boca…superação…vc contra vc e tal…voltei agora com as planilhas…competia até um ano atrás antes dos meus acidentes e da minha lesão.”
Photo 18-06-15 18 47 58
Photo 18-06-15 18 54 47
5. O quão importante é a alimentação na sua vida? 
“100% ….sofri quase um ano com enxaqueca…tomei até antidepressivo, fazia exames e mais exames com neurologia e ninguém sabia amenizar minha dores…foi então q comecei aos poucos a mudar minha alimentacao…mas nada com o objetivo de aliviar a enxaqueca e sim, só comecei a praticar o q tava aprendendo…e qdo Mendes conta não tinha mais crises. Tudo foi degrau por degrau…comia doce todos os dias …fui adaptando…me conhecendo…trocando…depois tive acompanhamento de vários profissionais da área…e tenho até hj…e sempre estou encomiando nessa questão…cada dia aprendo mais…sempre visando o equilíbrio pra uma vida saudável.”
Photo 18-06-15 18 53 44
6. Você é feliz com seu corpo? Tem algum defeitinho que gostaria de melhorar? 
“Sou feliz sim…mas sempre queremos melhorar né? Rs queria ter peitos 1…pernas finas 2 …a lista segue kkkkk”
7. Como é sua rotina diária?
“Treino todos os dias antes do trabalho…durante o dia acho um horário pra nadar e muscular…e depois mais trabalho…agora mudou um pouco pé to cozinhando vem mais Pu casei faz 1 mês…mas geralmente esse é meu dia a dia…”
Photo 18-06-15 18 49 10
8. Qual a maior dificuldade que vê nas pessoas que querem melhorar corpo? E qual o melhor conselho que você pode dar a elas? 
“Maior dificuldade: DAR O 1º passo… Costumo dizer aos meus alunos…se vc vier na academia já está perfeito…é só vir até mim…depois eu te ajudo. Mas venha! Se não vier não posso te ajudar…
Conselho: Se vai começar a treinar lembre das 4 semanas iniciais de treino. A 1ª vc tá empolgado e motivado e nada te impede…na 2ª vc está com dores e um pouco cansado… Na 3ª vc vem pq deixou o mês pago então tem que vir neham?  E a 4ª ou vc continua ou não vem mais… Essas é uma análise pessoal…dá muito certo…passe a 4ª semana depois será mais fácil, garanto.”
Photo 18-06-15 19 36 54
#rapidinhaclichê:
Altura/Peso/%de gordura: 1,60/53/ Era 14% mas cheguei a ter 10,5 no tri
Uma personalidade que te inspira: Qd vejo um idoso treinando…eles me inspiram quero chegar de cabecinha branca correndo, nadando, pedalando, treinando.
Um corpo dos sonhos: Saudável e ativo
Uma viagem dos sonhos: Bariloche…pq fiz com minha irmã e foi perfeito.
Um livro: Bíblia
Uma comida à qual não consegue resistir: Tudo Rs…mas sou de fases…to na fase do bolo de castanhas…e até hj não resisti a nenhum.
Melhor lugar no mundo:Colo da minha mãe
Uma meta: Fazer a diferença…
Pra não desistir: O obstáculo só aumenta meu nível de preparacão pra poder ultrapassa-lo
Super legal, né? Adorei demais essa entrevista e saber mais sobre a nossa musa! Que sirva de lição e estímulo para todas nós. Obrigada, Dê!
Beijo, gente!