Mês: julho 2017

Crossfit lesiona?

Resultado de imagem para crossfit

Existem esportes e métodos de treinamento. Você pode fazer musculação pra te ajudar na natação ou funcional conciliado com ginástica artística. O Crossfit uniu os dois.

Ele é um esporte e treinamento que engloba o LPO, a ginástica olímpica e o cardio, para proporcionar um melhor condicionamento físico no geral – fala-se muito do avanço nas nossas 10 capacidades físicas.

Resultado de imagem para crossfit lpoResultado de imagem para crossfit ginastica

Resultado de imagem para crossfit corda

 

 

 

 

Como qualquer outro treinamento, é preciso prudência e orientação. E ainda, por se utilizar quase sempre de movimentos multiarticulares bem complexos, no Crossfit é necessário bastante cuidado para sua execução correta.

Esse cuidado tem 2 pilares: 1 é uma boa orientação. Procure um box com bons profissionais, que descrevam, expliquem e demonstrem bem os movimentos, atentos a seus alunos e prontos para corrigi-los sempre que necessário (👉🏼 @crossfitmanaira 😉). Não é porque a aula é em grupo que você não merece atenção – a atenção é primordial.

Captura de Tela (1)

Coach Vando auxiliando aluna na Crossfit Manaíra

2 – Regra de ouro: cuidado com as cargas. Enquanto estiver aprendendo o movimento, pegue leve – bem leve! – e só aumente quando estiver seguro da técnica. Movimentos errados podem lesionar, mas movimentos errados com muito peso COM CERTEZA vão lesionar.

Tenha esses cuidados e NÃO haverá razão nenhuma para você se machucar. 👍🏼

Agora um ponto importante: o crossfit também é esporte, existem competições e atletas que dedicam suas vidas a isso. E esportes de alto rendimento costumam lesionar. Encontre um atleta profissional de vôlei com o joelho intacto ou um jogador de futebol com todos os ligamentos inteiros. Difícil, né? Porque esporte é competição, é ir além dos próprios limites, é uma escolha. Se você quiser viver disso, tenha em mente os riscos e prepare-se para tentar evita-los. Mas, se não, respeite seus limites.

Resultado de imagem para crossfit games

O crossfit te motiva a dar o máximo de si em cada aula, e isso exige consciência corporal. Siga sua própria evolução, ouça seu corpo e vá até onde ele permitir. Você vai terminar os treinos exausto e com a alma lavada de ter feito tudo que podia fazer. Com o tempo, vai conseguir fazer cada vez mais! Isso é crossfit, isso é saúde. 💪🏼

Tênis de corrida não faz milagre

Nos anos 1960, todo mundo corria com tênis planos, simples, sem amortecimento algum. De repente, a indústria começou a vender modelos mais acolchoados e, desde então, a tecnologia vem avançando a passos largos no mundo dos tênis de corrida. A questão é: então por que o número de lesões não diminui?

tenis 3

Todos os anos, milhares de corredores se machucam, não importando o nível de condicionamento, o sexo ou a idade e o marketing de grandes empresas usa isso para te convencer de que correr é mesmo perigoso e você precisa estar bem preparado para fugir das lesões.

Mas a verdade é que NÃO HÁ provas de que os tênis de corrida contribuam de fato para evitar machucados :O e ainda existem fundamentos que provam malefícios na maioria deles.

Em uma pesquisa realizada em 2008 para o British Journal of Sports Medicine, o Dr. Craig Richards revelou que não existe um só dado conclusivo sequer que demonstre a eficiência dos tênis em evitar lesões. O médico especialista em corrida procurou qualquer indício que provasse a melhora de desempenho ou a diminuição dos riscos para corredores proporcionados pelos tênis, contatou os fabricantes e esperou pela resposta. Nada.

Ironicamente, outra pesquisa em 1989, no The American Journal of Sports Medicine já havia concluído que corredores que usam tênis mais caros tem mais riscos de se lesionar! O estudo contou com 4.358 corredores que responderam um questionário detalhado sobre seu treinamento no ano anterior e o pesquisador Dr. Marti ficou surpreso ao perceber que a variável que mais se destacava entre os que haviam se ferido e os que não era o preço do tênis que usavam.

tenis

Como se não bastasse, McDougall também menciona treinadores que deixaram de solicitar tênis sofisticados para suas equipes de corrida, porque seu uso aumentou o número de lesões. Não é o peso no bolso que prejudica sua corrida, mas é justamente aquele amortecimento que promete “consertar” sua pisada que vai, na verdade, impedir o seu pé de funcionar do jeito que foi projetado para fazer.

Se você tem uma pisada demasiadamente pronada, por exemplo, e compra um tênis para pronadores, tudo que ele vai fazer é manter sua pisada como ela está, deixando você confortável nela. Assim, seu corpo e seu pé nunca vão encontrar o alinhamento correto, compensando as forças em outras partes que não foram projetadas para isso e levando a inevitáveis lesões.

tenis2

Quer melhorar sua pisada? Melhore sua postura, fortaleça os músculos do seu quadril, alongue-se e cuide do seu CORPO com paciência e determinação, assim verá o corredor que é capaz de ser!

Descalço é bem melhor

Calma, isso não é um ataque a nossa querida Havainas 💔, eu vou explicar direitinho:

fascia

 

Nosso pé possui uma camada de tecido fibroso que recobre os músculos da região plantar chamada de aponeurose ou fáscia plantar. Esta fáscia é de suma importância para a caminhada, pois é ela quem forma nosso arco plantar e proporciona o chamado mecanismo Windlass 🏗 (algo como “guindaste” em português).

O Windlass Mechanism funciona mais ou menos como um guincho mesmo, pois quando você anda 🚶🏻‍♀️, há um momento em que tira o calcanhar do chão, deixando apenas os dedos para sustentar a carga do corpo e é nesse ponto de dorsiflexão que o arco plantar entra em ação: ele ativa a fáscia plantar para reduzir a força 💪🏼 de tração dos ligamentos e as forças de compressão 🤜🏼🤛🏼 das articulações, além de absorver e liberar energia ⚡️ elástica durante corridas e saltos. 🏃🏻‍♀️💘

Em outras palavras, é o mecanismo que alivia a barra ✌🏼 dos ligamentos e articulações usados na caminhada e distribui 💁🏻 a energia necessária para o movimento acontecer de forma estável e segura. 👍🏼

Agora quer saber como o famoso “chinelo de dedo” pode atrapalhar tudo isso? É bem simples: quando você anda de chinelo, seu dedão é naturalmente flexionado para não deixar a sandália cair, fazendo com que você pise no solo com a fáscia plantar um pouco encurtada, o que provoca a inibição dessa estrutura e, consequentemente, do mecanismo mencionado. A má distribuição de forças pode levar a dores e patologias e não há dúvidas que isso vai afetar sua performance na corrida também. 😰

chinelos.jpg

Por isso, use seu chinelinho na rua para não pisar em cacos de vidro por aí 😉, mas, em casa, bote esse pé no chão e deixe ele fazer o trabalho que foi projetado para fazer!  #NãoSubestime #SeuPézitxo 😎