chá branco

Chá da tarde, da manhã e da noite

Os chás são a segunda bebida mais consumida no mundo. Com origem oriental, eram inicialmente destinados tão somente ao tratamento de doenças, mas com o passar dos anos, passaram a ser consumidos como bebida natural, por puro prazer. O que pouca gente sabe é que “chá”, na verdade, é nome da planta Camellia Sinensis, que, dependendo do seu grau de oxidação, pode ser chamada de chá branco, verde, vermelho ou preto. Por derivarem da mesma planta, todas as variações possuem efeitos semelhantes, como o de aceleração do metabolismo. O Chá Branco, no entanto, por não sofrer nenhuma oxidação, possui mais polifenóis, cuja ação antioxidante previne o envelhecimento, e o Chá Preto, por sua vez, mais cafeína, o que pode ser prejudicial a pessoas com hipertensão ou gastrite. Já o Chá Verde, mais comum e popular que os demais, é antioxidante, diurético e ajuda na queima calórica, sendo recomendado por muitos profissionais da saúde para dietas de emagrecimento.

As demais ervas e frutas, como capim-cidreira, camomila e hortelã, quando misturadas à água fervente, são tidas somente como infusões – tão benéficas ao organismo quanto o chá propriamente dito, vale ressaltar. Usa-se, então, o nome “chá” seguido do nome da erva ou fruta para diferenciá-los dos primeiros. Mas antes de sair comprando o chá da moda, vamos aprender um pouco mais sobre as propriedades de cada um:

O mais novo queridinho das revistas é o famoso Chá de Hibisco, feito com cálice do botão seco da flor Hibiscus Sabdariffa. Presença garantida em dietas detox, possui propriedades muito além da ação antioxidante e diurética pela qual é conhecido, ajudando a regular taxas de colesterol, triglicerídeos e a pressão arterial. Como se não bastasse, o chá reduz o processo de acumulação de gordura no corpo, diminuindo principalmente a gordurinha do abdômen e quadris.

Os Chás de Hortelã, Alecrim, Erva-Doce, Capim-Cidreira e Boldo, por sua vez, são responsáveis por uma boa digestão, aliviando cólicas e gases. O Alecrim, inclusive, além destes benefícios, também aumenta a sensação de saciedade, auxiliando no emagrecimento.

Outro chá aliado das dietas é o Chá de Canela. Ele diminui a vontade de doces e ajuda a regular os níveis de açúcar no sangue, diminuindo a glicemia e controlando até mesmo a diabetes.

Já o Chá de Gengibre, diferente de grande parte dos chás, é totalmente recomendado para grávidas, por amenizar enjoos e náuseas muito comuns na gravidez. Suas propriedades anti-inflamatórias, ainda, são conhecidas por combater a tão temida celulite.

Agora, se a sua intenção é mesmo tomar uma xícara de chá só para relaxar, não faltam lhe sugestões. Os chás de Maracujá, Capim Cidreira, Camomila e Erva Doce são conhecidos pelo efeito calmante, diminuindo a ansiedade e irritação, melhorando o sono e combatendo o estresse. São ótimos para serem tomados à noite e em períodos de TPM.

cha3

Imagem: wp.clicrbs.com.br

É importante lembrar que quanto mais perto do consumo o chá for preparado, melhor. Conservá-lo em garrafas térmicas pode diminuir até 50% do das suas propriedades funcionais. E se a intenção for manter o uso contínuo de um determinado chá, é recomendada a orientação de um profissional da saúde primeiro, já que alguns deles possuem restrições, principalmente para grávidas e lactantes.

No mais, os chás (e infusões!) são benéficos por essência, pois aumentam o consumo de água diário. Então, encontre aqueles que mais combinam com você e com o seu paladar e invista no cházinho!