#sport #windsurf #esporte #tips #watersports

Vá de caiaque: Areia Vermelha

Pra quem não conhece, Areia Vermelha é uma pequena ilha que se forma em frente a Praia de Camboinha sempre que a maré está baixa. Tem esse nome pelo tom alaranjado da areia que aparece no meio no mar, há 200m da praia. Nos dias de maré mais seca, dá pra ir andando até lá, embora não seja muito recomendado, já que a dificuldade da volta será obviamente maior com o mar mais cheio.

O lugar é, sem dúvidas, um deleite para vista. A água transparente e os corais formam uma paisagem linda e é ponto turístico certo da nossa cidade. Nos fins de semana – principalmente no verão -, a ilhota fica lotada de pessoas, lanchas, jet-skis e barcos de passeio. Minha dica é: desligue o motor e use a energia do seu corpo para chegar até lá. Fizemos a experiência e valeu muito a pena!

DCIM106GOPRO DCIM106GOPROEsse caiaque era de um amigo, saímos do V2 Ponta de Campina e fomos remando até lá, o que ficou mais distante que sair de Camboinha, mas ainda muito tranquilo. Se você alugar o caiaque no Lovina Adventure, sai um pouco mais perto.

O passeio é bem light. Mesmo com a maré enchendo, o mar não fica tão mexido e a correnteza ainda ajuda na hora de voltar. Só preste atenção para não ir em dias com muuuito vento, pode atrapalhar um pouquinho. No mais, é só remar e se deliciar no azul do mar. 🙂

DCIM106GOPRO DCIM107GOPROAh, e só se aventure assim se souber nadar, hein? Imprevistos acontecem e é sempre bom ter em mãos um colete salva-vidas (não, infelizmente a gente não tinha.. meu salva-vidas era o namorado nadador! Hahaha).

DCIM107GOPROMeu beijo e bora remar! ;*

Sport tips: Windsurf!

Sou suspeita pra falar de um esporte que meu pai ensina e do qual meu irmão coleciona troféus e medalhas na prateleira, mas não minto quando digo que o windsurf é fantástico. Ele trabalha todos os grupos musculares do corpo, traz uma paz imensa e ainda proporciona aquele bronze!

20131226_124402

Como iniciante, o primeiro desafio é permanecer em cima da prancha segurando a vela, o que envolve os músculos das pernas, ombros, antebraço e parte inferior das costas. E como o foco é justamente o equilíbrio, há também um bom trabalho dos músculos posturais, ou seja, ainda ajuda na definição da cintura.

20140321_155146

O gasto calórico na prática do wind também é bem atrativo. Um passeio recreativo te faz gastar entre 400 e 500kcal em 1 hora (1 horinha velejando passa muito mais rápido do que você imagina)! Sem falar que, quanto mais você evolui no esporte, mais velocidade consegue pegar e mais manobras consegue fazer, estimulando você a passar cada vez mais tempo em atividade na água, o que traz também benefícios cardiovasculares.

photo7

É interessante ainda esclarecer sobre cada modalidade do esporte. Porque dependendo do seu equipamento e das condições de mar e vento, você pode velejar pra relaxar e curtir o visual ou pode se desafiar nas manobras e saltos.

1. FREESTYLE

Aqui o foco está justamente nas manobras. O equipamento é bem pequeno pra facilitar sua execução, o mar deve estar sem ondas e o vento de médio a forte.

Na foto (tirada por mim!), Golito Estredo, tetra campeão mundial de freestyle brincando em São Miguel do Gostoso - RN

Na foto (tirada por mim!), Golito Estredo, tetra campeão mundial de freestyle.

2. WAVE

Nessa modalidade, como o próprio nome diz, as ondas são essenciais. Os campeonatos são bem parecidos com os de surf, onde as manobras e saltos nas ondas são avaliados pelos juízes, e é o estilo mais desafiador de velejo.

kauli2

Kauli Seadi, brasileiro, tricampeão mundial de Windsurf Wave, em Cabo Verde. Foto: http://www.kauliseadi.com

3. FORMULA

Essa é uma categoria extremamente técnica. As pranchas são mais volumosas e as velas maiores.

amandapost4

Paulo dos Reis, tetracampeão brasileiro de Formula.

4. SLALOM

É uma modalidade de velocidade. As competições acontecem contornando bóias até a chegada e o mar deve estar bem liso.

amandapost2

Antoine Albeau, tricampeão mundial de Slalom. Foto: http://www.robertoriccidesigns.com

5. RS:X

É a modalidade olímpica do windsurf, a mais técnica de todas. Os equipamentos são iguais para todos os competidores e compatíveis com quaisquer condições de vento.

amandapost3

Bimba, tricampeão panamericano, tetracampeão brasileiro, entre muitos outros títulos, e o único representante do Brasil nas olimpíadas. Foto: http://www.bimbawind.com.br

Importante lembrar: saber nadar é essencial! Se ainda não souber, inicie o curso de natação paralelo ao de windsurf, usando sempre colete salva-vidas no segundo. E nos lugares onde o mar é mais violento ou há grande quantidade de pedras, o uso do capacete é recomendado. No mais, basta entrar num biquini confortável, prender o cabelo e se jogar nessa delícia de esporte, você não vai se arrepender!

20130323_105742

Um beijo e bons ventos!

20130629_1718492